cacto castelo de fadas

Tudo Sobre O Cacto Castelo de Fada

O cacto castelo de fada faz parte da família das cactácea, são uma espécie de cacto resistentes em formato de castiçal, vela ou mesmo candelabro dependendo de quão desenvolvida é a planta. 

É uma espécie muito difundida na decoração de jardins e interiores há décadas, devido a bela estética criada pela planta em qualquer estágio da sua vida.

A facilidade de seu cultivo e sua pouca necessidade de água, junto com seu aspecto original fazem dessa planta uma das mais conhecidas na decoração de interiores de muitas casas.

O nome popular no Brasil: “Cacto castelo de fada” vem de sua formação em colônias e a capacidade de se ramificar com tempo, mas principalmente por lembrar um edifício medieval (um castelo).

De acordo com vários blogs e sites especializados em plantas, há algumas teorias que o Cacto Castelo de Fada teria a capacidade de absorver ondas eletromagnéticas, potencialmente prejudiciais para nossos neurônios, essas ondas são emitidas por micro ondas, computadores e outro aparelhos de alta tecnologia, entretanto nenhum estudo cientifico sério provou a veracidade dessas teorias, não sendo possível afirmar com certeza  a veracidade dessas informações.

No artigo de hoje apresentaremos a variante miniatura do cacto castelo de fada, uma variedade que se ramifica desde de jovem, conferindo-lhe um aspecto arbustivo e bem formado, sendo a característica mais marcante no Cacto Castelo de Fada.

Características do Cacto Castelo de Fada

Como seu segundo nome cientifico indica Cereus Hildmannianus é um verdadeiro Castelo de contos de fada, suas hastes em formato de colônia e com ramificações à partir da base fazem realmente imaginar um castelo saído diretamente da imaginação ilimitada de uma criança ou da pluma de um escritor.

Seus numerosos ramos compactos e densos o tornam um cacto interessante e único. Ao longo do tempo eles se desenvolvem em largura e altura, nos fazendo imaginar uma fortaleza magica em plena construção. Ao contrário dos cactos da mesma espécie, chama a nossa atenção o fato dos espinhos presentes em suas hastes quase não machucam ao toque. Uma vantagem inegável principalmente para pessoas com crianças e animais de estimação em casa, que desejam ter um cacto mas se preocupam com a segurança que essas plantas oferecem, principalmente em relação ao pequenos e ao gatos e cães domésticos.

Cultivo e Cuidados do Cacto Castelo de Fada

Para o nosso cacto castelo de fadas, é aconselhável um local com plena exposição a luz solar ou menos que seja muito bem iluminado, apesar dos estereotipo de que “cactos suportam bem a luz” algumas espécies mais sensíveis podem secar se deixados diretamente expostos diretamente à luz do sol. Para esse tipo de cacto em especifico é aconselhável evitar muitas horas de luz direta.

Na primavera e no verão a rega deve acontecer a cada duas ou três semanas a depender da temperatura, umidade do clima e umidade do substrato. Durante outono e inverno deve se evitar a rega se a temperatura descer abaixo de 15 a 12 graus celsius, pois a planta se encontra em repouso invernal. Todavia o inverno brasileiro não chegar a ser tão rigoroso nas regiões norte, nordeste, partes da região centro oeste e regiões ao norte do sudeste. Nesses casos em que as temperaturas medias não desçam abaixo de 15 graus celsius pode reduzir a rega durante 4 a 5 semanas, nas quais a incidência de luz no inverno é um pouco menor.

A adubagem não é aconselhável para o cultivo do Cacto Castelo de Fada. Contudo durante a primavera você poderá adubar com uma dose bem pequena de adubo liquido (qualquer adubo com NPK balanceado 10,10,10 ou adubo natural que seja rico em potássio e minerais) diluído na água rega, duas ou três regas.

Replantio e troca de vasos

Também na primavera você poderá fazer a troca de vasos e o replantio caso a planta tenha crescido e você ache que o vaso atual não comporta mais o crescimento do cacto castelo de fada. Para realizar o replante você pode usar substrato pronto próprio para cactos ou uma mistura que tenha uma boa drenagem, pois cactos odeiam umidade em excesso, composta por dois terços de terra de jardim e um terço de material para drenagem como argila expandida ou cascalho.

Caso não queira ter esse trabalho, reforçamos que já existem substratos prontos específicos para cactos. O recipiente para replante pode ser do mesmo tamanho ou um pouco maior que o precedente. Na verdade, os cactos não consomem além de uma pequena quantidade de água, um recipiente maior que a planta servira apenas para reter mais umidade podendo levar ao apodrecimento das raízes da planta.

As hastes carnosas dos cactos em geral servem como deposito natural de água, podendo o cacto castelo de fada, ou qualquer outro cacto, ficar semanas a fio sem receber uma gota de água, por isso os cactos são considerados plantas coringas para jardineiros esquecidos. 

Esperamos que com essas dicas você se apaixone ainda mais pelo mundo dos cactos e te faça correr para o Garden ou floricultura mais próxima de você!