Tudo Sobre O Cacto Monstro

Nome cienfitifico: Cereus peruvianus monstrosus

O gênero Cereus agrupa em torno de 40 especies da família dos cactáceos, todas nativas da América do Sul e das Antilhas. São difundidas principalmente aqui no Brasil, mas podem ser encontradas espécies desde México e caribe até a Argentina.

Descrição da Planta

Essas plantas suculentas têm forma cilíndrica arborescentes ou arbustivas, habitualmente cobertas por espinhos, com várias hastes capaz de atingir aturas de até 15 metros para as espécies maiores. Tronco curto, porém, muito ramificado. Cada ramo carnudo, com grande capacidade de armazenamento de água, característica principal de cactos e suculentas. Cada ramo constituído por numerosos lados, geralmente entre 3 e 12, mas não é por acaso que a planta se apresente neste formato geométrico, essa característica reduz os efeitos da radiação solar sobre seu tecido. As aureolas aveludadas possuem conjuntos de espinhos curtos e inclinados espaçados pela planta e estão situados ao longo de seus lados. Alguns com formas irregulares.

Flores e Floração do Cacto monstro

As flores possuem coloração rosa clara, as vezes amareladas ou verdejantes, nascem de modo aleatório, ao nível dos lados das hastes onde ficam agrupadas a depender da espécie. Essa espécie é tem hábitos noturnos (floração) e é hermafrodita, essas flores crescem com formatos espetaculares em formato de funil que vão de 9 a 30 cm de comprimento. Com um número variado de sépalas (parte anterior às pétalas) em torno de uma quantidade impressionante de estames carregados de pólen e um longo pistilo de estigma em formato de tentáculos.

As flores do cacto monstro recebem a visita frequentes de abelhas e se fecham definitivamente ao fim da manhã. O cacto monstro solta um pseudocephalium, uma zona ao lado da haste com uma certa “penugem” densa coberta de espinhos na qual as flores nascem.

Sementes e Frutos

Os frutos do cacto monstro são carnudos, lisos, sem espinhos ou resto das flores secas, têm formatos que vão de globos até oblongos de 3 a 13 cm de comprimento, geralmente vermelho, mas as vezes podem ser amarelos. Seus frutos são comestíveis, contendo polpa branca, rosa ou vermelha. O cacto monstro é parente da pitaia, a fruta do momento dos descolados. Com sementes pretas e brilhantes.

Variedades de Cacto monstro

Existe uma infinidade de variedades dentro da mesma espécie, é constante os botânicos se verem em meio a confusão se cria pelas nomenclaturas.  Geralmente os nomes adotados pelos botânicos não correspondem àqueles empregados pelos agricultores dessas plantas.

Continue a ler:

Plantio do Cacto monstro

Onde Plantar

As mudas de cacto monstro precisam de sombra. Os adultos, ao contrário precisam de sol pleno. Não toleram frio e congelamento, mesmo em locais com inverno ameno com temperaturas mínimas entre 4 e 12 graus, como sul e sudeste do Brasil.

Entretanto, climas secos e ensolarados, algumas variedades conseguem aguentar tranquilamente frio de até 4 graus. Devem ser plantados em solos bem drenados, adicionando eventualmente cascalho, areia ou argila expandida ao substrato ou plantar em locais em que se acumula pouca água (elevados e colinas).

Quando plantar

Você trocar de vaso e replantar seu cacto monstro em qualquer época do ano, talvez não seja muito recomendado faze-lo nos meses mais frios do ano, sendo o período de setembro até novembro o ideal.

Como plantar Cacto Monstro?

Para o cacto monstro você pode comprar substrato pronto para cactos ou pode fazer em casa com as seguintes proporções:

  • 1/3 de substrato comum pra jardim
  • 1/3 de terra comum
  • 1/3 de areia grossa

No fundo vaso use uma camada de cascalho para manter a boa drenagem do solo, não enterre todo o cacto, existe uma borda que deve ser respeitada e você verá facilmente marcada na planta. Por cima aplique uma camada da areia grossa para diminuir o risco de apodrecimento da base e das hastes do cacto monstro.

cacto monstro azul
@o.kosmoss

Cuidados com o Cacto monstro

Se você optar por plantar seu cacto monstro num vaso ao invés do plantio direto no solo, deverá colocar o vaso em lugar com luminoso ou que tenha sol pleno ao menos 4 horas por dia. Durante as épocas mais chuvosas evite a rega, faça apenas quanto você o substrato completamente seco. Nas regiões mais frias evite deixar o cacto monstro exposto a temperaturas inferiores a 12 graus célsius. Nunca exagera na água, induz a uma floração, mas bonita e que dure por mais tempo, além disso você terá lindos frutos decorativos ou mesmo comestíveis, após a flora.

Para fertilizar você pode procurar por adubos específicos para cactos ou bokashi, a cada 4 semanas. Pode suspender o adubo durante o inverno.

Replante seu cacto monstro assim que as raízes começarem a sair do vaso ou quando elas enroscarem nos torrões do substrato. O cacto monstro é uma espécie de rápido crescimento então deve-se trocar de vaso a cada 2 anos.

Se seu cacto monstro ficar muito grande, pode as hastes de forma mais estreita para diminuir a área de cicatrização.

Controlo de doenças e pragas

 Como a maior parte das plantas a cochonilha é o maior inimigo do seu cacto monstro, você pode usar uma solução de óleo neem, ou inseticida especifico.

O apodrecimento das raízes acontece com o excesso de rega, ainda mais nas épocas de maior frio ou muita chuva. Caso seu cacto monstro esteja dentro de casa, procure deixar o ambiente sempre bem arejado para evitar o excesso de humidade.

Colheita dos frutos do Cacto Monstro

Os frutos podem ser colhidos quando a consistência estiver um macia (quase mole) ao toque. Geralmente a partir de novembro.

Multiplicação do cacto monstro

Por sementes: é um processo mais lento e demorado, pois você terá de polinizar as flores do cacto monstro colher os frutos e separar as sementes, que devem estar bem secas antes de serem germinadas. Como todos os cactos, as sementes do cacto monstro precisa de muita luz para germinar.

Brotamento: técnica mais comum para a multiplicação da planta geralmente feitas entre os meses de setembro e outubro, sendo possível ao longo de todo ano.

Corte a extremidade de uma haste com uma lâmina afiada e bem esterilizada (esquente na chama do fogão). Deixe o broto secar que se forme uma casquinha cicatrizante na parte cortada, coloque a muda cicatrizada em substrato para cacto monstro e espera enraizar.

Gostou das dicas e da origem do cacto monstro? Compartilhe esse post com seus amigos!

1 comentário em “Tudo Sobre O Cacto Monstro”

Comentários fechados.