Tudo Sobre a Suculenta Kalanchoe Marmorata

Introdução às Kalanchoe

De fácil cuidado, as plantas do gênero Kalanchoe, são ideias para ambientes internos, varandas ou terraços. são igualmente ótimas para colecionar devido aos seus vários formatos e cores. Certas espécies, tais como a K. daigremontiana e k.pinnnata, apresentam propriedades medicinais cicatrizantes, anti-inflamatórias e antissépticas. Também são usadas como medicamento para dores de cabeça, tosse ou na produção de antibióticos.

Mas, atenção a Kalanchoe pode ser tóxica tanto para humanos, quanto para animais. Por isso cuidado, somente especialistas podem diferencias as espécies que são usadas como medicamento, daquelas que são tóxicas.

O gênero Kalanchoe deve seu nome ao botânico francês Michel Adanson. Entretanto a origem do nome em si é incerta. Se supõem que é derivado de uma espécie chinesa descrita por M. Adanson e chamou “Kalan Chaunuy”, que significa “cair e nascer”.

45984334 859772987722988 335317380405264649 n

Vegetação

Planta perene, com ramos e folhas geralmente carnosas, apresenta muitas variedades. As mais conhecidas são as Kalanchoe com flores, que encontramos durante todo ano à venda em floriculturas, gardens e displays de supermercado, entretanto existe uma multitude de outras formas e cores entre essas magnificas suculentas. Algumas variedades podem alcançar até 3 metros de altura por um metro de largura.

150182302 885981782242336 247949534589618887 n

A Kalanchoe Marmorata

Aa estrela deste post, porém, é a Kalanchoe marmorata, essa pequena espécie de suculenta, arbustiva ramificada, chega no máximo a 40 cm de altura, originária da África oriental. Suas folhas ovais e arredondadas nas extremidades, podem medir até 15 cm de comprimento, sendo folhas verdes ou amarelas pontilhada com pintas violetas, essa é uma variedade de Kalanchoe que chama mais a atenção pelas folhas do que por sua floração. Aliás, suas flores são lindas flores brancas e delicadas, que apesar de muito belas, são ofuscadas pela beleza de suas folhas. A Kalanchoe Marmorata pode florir em diversos momentos do ano. As vezes nos invernos ou no outono.

150934128 274197460713024 4977662393735197246 n

Onde encontrar

A Kalanchoe marmorata é uma suculenta ainda bem difícil de se encontrar no Brasil, poucas lojas começaram a trabalhar com essa variedade, porém fique atenta e se possível peça para seu florista preferido para cobrar os fornecedores, com certeza em pouco tempo ela vai chegar até onde você mora.

150182302 885981782242336 247949534589618887 n 1

Cuidados

Rega moderada em vaso. A Kalanchoe suporta facilmente de 2 a 3 semanas sem rega, durante os meses mais frios as regas podem ser feitas de a cada semana ou duas semanas, nos meses mais quentes de 1 a duas regas por semana, sempre observando o substrato, se ele estiver úmido espera até estar seco. Prefira regas abundantes de pontuais do que pequenas regas feitas regularmente, a Kalanchoe marmorata não gosta de ficar com substrato molhado. Evite molhar as folhas que são muito sensíveis à umidade. As folhas carnosas da Kalanchoe marmorata podem armazenar água para períodos de estiagem.

146686528 2904856663093660 564259013566359998 n

Substrato e adubação

O substrato pode ser uma mistura de terra de jardim, adubo animal e areia de construção. A muda tem crescimento muito rápido. A melhor estação do ano para fazer troca de vasos ou mudas é durante a primavera. Ela atinge a idade adulta entre 2 ou 3 anos e como todas as variedades de Kalanchoe, a Kalanchoe marmorata perde seu formato compacto após a primeira floração, sendo recomendado uma poda caso deseje manter seu formato original.

Não é uma planta que precise de adubação, além daquela provida pelo substrato do vaso, mesmo em fase de muda. Caso deseje ou veja que sua Kalanchoe marmorata pede por alimento, pode usar fertilizante NPK equilibrado, ou uma pequena quantidade de Bokashi, uma vez ao mês.

Lembre-se de que adubo em excesso pode causar queimaduras na planta ou causar estresse, debilitando a planta e deixando ela mais susceptível a pragas, ou mesmo o apodrecimento das raízes.

144452905 168509114762394 2472986616237456300 n

Exposição ao sol

A Kalanchoe precisa de muita luminosidade. Lidando muito bem com sol pleno. Ela não suporta climas muito frios, em regiões, como o sul do país pode ser necessário recolher os vasos para ambientes internos, nos meses mais frios. Quanto ao calor, ela não tem restrição sendo recomendada para região todas as regiões do país.

Tolera muito bem ambientes internos com boa luminosidade, no exterior, em varandas ou terraços.

Mudas e multiplicação

A reprodução da Kalanchoe marmorata é bem simples, pode ser realizada através das folhas e hastes da planta, pela eventuais mudas que a planta mãe possa soltar e por sementes ( a semeadura é processo menos comum e mais trabalhoso para se conseguir novas plantas, por isso só é realizada por cultivadores profissionais.

146416558 116823527028396 7446514625221627631 n

Curiosidades das espécies de Kalanchoe

 As folhas das Kalanchoe são bem diferentes segundo a espécie. As cores, formas, espessuras e dimensões podem variar muito de espécie para espécie. As Kalanchoe mais conhecidas aqui no Brasil são aquelas com floração bem colorida e folhas grandes, de cor verde escuro, com aspecto encerado. Outras tem folhas pequenas de cor verde acinzentado, com bordaduras de cor marrom, com leve pelugem. E ainda algumas com folhas largas, planas e cobertas e cobertas com pruína (um pó que recobre algumas espécies de suculentas, lembra uma cera que protege a planta contra o sol excessivo e preserva a água em suas folhas.) de cor prateada enquanto outras tem aspecto marmorizado escuro ou bicolor (Kalanchoe Marmorata), marrom em cima e cor creme embaixo das folhas.