Tudo Sobre o Cacto Parafuso

O cacto parafuso, assim como a maioria das espécies de cactos do mundo vem das américas, esse em especial da América do sul, nas regiões mais secas do peru, mas pode ser encontrado praticamente em todas as áreas com pouca pluviosidade do peru até Argentina. É uma espécie grande de cacto podendo chegar até 4 metros quando plantado no solo. Em vaso ele pode ficar um pouco menor, mas mesmo assim terá um porte entre médio e grande, com diâmetro pequeno variando entre 10 e 12 cm.

Apesar de inusitado, seu formato em espiral não é causado por ação humana, mas sim a causa natural de sua evolução, umas das explicações possíveis para esse formato raro na natureza é para se proteger da radiação solar, pois as espirais formam áreas de sombra na planta, não importa a posição do sol. Com isso a planta tem uma vantagem nesse ambiente hostil, conseguindo manter sua temperatura sempre muito abaixo das demais, no mesmo clima desértico. De acordo com as leis evolutivas esse “acidente” genético possibilitou ao cacto parafuso a possibilidade de ter uma maior economia no gasto de energia é uma performance melhor nos climas secos e quentes nos quais ela se desenvolve.

O cacto parafuso é da espécie do Cereus (que possuem formato de círio, vela), espinhoso com espinhos grandes e afiados deve se ter cuidado ao maneja-lo pois você pode sair arranhado por não dar a devida atenção ao seu amigo espinhudo.

Floração do Cacto Parafuso

A floração se dá em quase toda a haste do cacto parafuso, são flores únicas de cores brancas. Uma curiosidade sobre as flores brancas na natureza: quase todas as espécies de plantas que possuem floração branca, o têm para atrair polinizadores noturnos, pois a cor branca de destaca na escuridão da noite ou ao luar de uma lua cheia, atraindo insetos e mariposas, mesmo pequenos mamíferos de hábitos noturnos.

Além da flor em si, projetada para abrir no período da noite muitas dessas plantas exalam um perfume inebriante que se espalha por centenas de metros nas florestas ou desertos. Não é o caso do nosso amigo, o cacto parafuso, que se usa apenas do artificio da cor para chamar atenção e seduzir os seus polinizadores.

Após a floração dentro de algumas semanas começam a se formar seus frutos, geralmente vermelhos e com poupa carnosa e muitas sementes em seu interior.

Usos do Cacto Parafuso

O cacto parafuso pode ser usado tanto para uso interno quanto para uso paisagístico em jardins. No interior ele deve ser cultivado em vaso e em lugar que recebe o máximo de luz direta do sol, ou pelo menos quatro horas diárias de luz direta e um ambiente que lhe proporcione uma ótima luminosidade. Em jardins pode ser plantada como planta solo ou formando lindo maciços, com efeito geométrico fantástico graças ao seu porte e seu formato inusitado. Certamente seu jardim não vai passar despercebido se você essa espécie para embeleza-lo.

Leia Também:

Cultivo e cuidados com o cacto parafuso

Como planta nativa das américas o cacto parafuso se adapta muito bem a praticamente todas as regiões do Brasil. Com ótima adaptação e resistências às regiões frias do país e bem tolerante até mesmo com algumas geadas. O único, porém, do cacto parafuso é o excesso de água, (assim como todos os cactos) a regra de ouro para manter seu cacto parafuso vivo e bonito no jardim ou no vaso é: só regue quando o substrato estiver completamente seco.

Essa espécie sobrevive muito bem com regas a cada quinzena ou a cada mês, em épocas de chuva, nem pensar em regar o cacto parafuso, se ele estiver plantado no jardim, e nunca deixe água da rega empoçar no prato do vaso (por causa do risco de atrair mosquitos propagadores da dengue) isso pode causar o apodrecimento de suas raízes e por consequência a morte da planta.

Cultivo

Para o cacto cultivado em vasos, pode se realizar podas anuais para manter uma forma menor, deve-se fazer a troca de vaso a cada dois anos.

O solo ideal para o cacto parafuso é um solo bem drenado com pouca matéria orgânica, porém rica em minerais, pode usar a combinação: 1/3 de substrato comum de jardim e 1/3 de areia. Fundo do vaso pode ser preenchido com argila expandida ou cascalho para manter a boa drenagem do recipiente e evitar o apodrecimento das raízes.

Pode-se adubar o cacto uma vez ao mês com um pouco de bocashi se você quer mantê-lo com uma aparência viçosa. Não se recomenda adubação nos períodos de inverno, quando a planta entra em dormência e estimula a sua floração na primavera.

Além do cacto parafuso há muitos tipos de cactos que você deve olhar; a nossa recomendação? O Cacto Monstro!